Seguir
Avatar
Monica Sereno

5GEP - Retroactivos: cálculo de IRS

Criado em: / Actualizado em:

Retroactivos: cálculo de IRS

Quando cria um abono com a tipificação “Retroactivos” a aplicação tem um tratamento específico para o cálculo de retenção de IRS. 

Vejamos um exemplo:

  • Funcionário XPTO
  • Não casado, sem dependentes
  • Vencimento 1000€
  • Taxa de IRS a aplicar segundo a tabela 13.50%

 

O funcionário durante o mês de Janeiro e Fevereiro tinha um vencimento base de 1000€: 

Recibo_1.png

Entretanto em Março tem um aumento de vencimento passando este a ser de 1500€.

Assim sendo tem de ser lançado um retroactivo de 500€ para Janeiro e 500€ para Fevereiro:

Alteração.png

 

Com esta alteração o funcionário, segundo as tabelas de IRS, passa a ter uma taxa de retenção de 18,50% (para um vencimento base de 1500€).

Para efeitos de cálculo de IRS a aplicação vai verificar qual o valor que o funcionário deveria ter descontado em Janeiro e Fevereiro para um vencimento base de 1500€:

  • Janeiro: 1500€ * 18,50% = 277,50€ (arredondados para a unidade inferior 277€), no entanto apenas foram descontados 135€, o que dá uma diferença de IRS de 142€.
  • Fevereiro: 1500€ * 18,50% = 277,50€ (arredondados para a unidade inferior 277€), no entanto apenas foram descontados 135€, o que dá uma diferença de IRS de 142€.

Assim sendo no mês de Março o IRS vai ser calculado da seguinte forma:

  • 1500€*18.50% = 277,50€ (arredondados para a unidade inferior 277€)  Retenção de Junho
  • Acertos de IRS relativos a Janeiro e Fevereiro 142€+142€ = 284€

O que dá um total de IRS para o mês de Junho de 561€ 

Recibo_2.png

Sage 50 - Gestão de Pessoal: versão 2014.02.02

 

Esse artigo foi útil?
Usuários que acharam isso útil: 2 de 2
Tem mais dúvidas? Submeter um pedido

Comentários

Powered by Zendesk