Seguir
Avatar
Ana Silva

100C RH - Processamento no âmbito do PEES - Incentivo extraordinário à normalização da atividade empresarial

Criado em: / Actualizado em:

No âmbito do Programa Estabilização Económica e Social (PEES), foi aprovado o incentivo extraordinário à normalização da atividade empresarial.

O valor do incentivo extraordinário é pago à empresa, no entanto há impacto nas aplicações nomeadamente na parte que concerne à redução e isenção da taxa social única (TSU).

Foram desenvolvidas algumas ferramentas com a atualização Build 102, no sentido de automatizar o processamento da redução e isenção da TSU, nomeadamente:

  •  Data de fim da aplicabilidade 

Este campo já existia na ficha do Funcionário "Data fim da aplicabilidade do regime", no qual se define a data limite do regime de segurança social associado ao funcionário.

mceclip0.png

  • Alerta a informar que ‘Há regimes da segurança social cujo prazo de aplicabilidade está a expirar’

A aplicação contempla o alerta, que é dado 15 dias antes de expirar o regime. Este alerta surge no arranque da aplicação.

mceclip2.png

mceclip1.png

  • Mapa análise de funcionários em layoff

mceclip3.png

  1. Análise situação de Layoff

mceclip4.png

mceclip5.png

Este mapa permite consultar por mês, os trabalhadores que estiveram em Layoff, e dessa forma obter a informação necessária para:

- calcular a média aritmética dos trabalhadores para estimar o montante do incentivo extraordinário; 

- determinar os funcionários pelos quais a empresa vai usufruir da redução de 50% da TSU: os funcionários que estiveram em Layoff em Junho ( funcionário 3 e 4).

Sabendo quem são os funcionários que vão usufruir da redução da TSU em 50%, de seguida terá que ser criado um centro regional de segurança social manualmente, com 50% da TSU, e associá-lo aos funcionários em questão.

mceclip6.png

Nota: Foi criado um regime com 11,90%, tendo em conta que a taxa de encargo era de 23,75%.

    2. Alterar regime segurança social

mceclip8.png

Este utilitário permite alterar em lote o regime da segurança social e a data de aplicabilidade do respectivo regime.

Sendo que os funcionários que vão usufruir da isenção dos 50% da TSU, são os funcionários 3 e 4, associa se o regime 4, anteriormente criado, a estes funcionários, e define se a data de aplicabilidade desse regime.

Considerando que a empresa esteve em Layoff 3 meses, a data de aplicabilidade do regime será de 3 meses (Julho, Agosto e Setembro).

Estando associado o novo regime aos funcionários, efectua se o processamento normal do funcionário.

mceclip10.png

mceclip11.png

 

Notas:

O conteúdo deste artigo tem como fundamento o que está regulado pelo legislação em vigor, podendo sofrer alterações sempre que seja publicada uma nova Portaria a regulamentar o Decreto de lei já publicado.

Qualquer questão mais concreta podem consultar o Decreto-Lei n.º 27-B/2020 de 19 de junho. Consulte aqui

Para consultar artigo com a contextualização legal do incentivo extraordinário à normalização da atividade empresarial Clique aqui

 

Este artigo foi útil?
Utilizadores que acharam útil: 1 de 1
Tem mais dúvidas? Submeter um pedido

Comentários