Seguir
Avatar
Diogo Granja

50cloud - Apuramento do consumo de matérias-primas

Criado em: / Actualizado em:

Uma das dificuldades em algumas áreas, nomeadamente na restauração, é o apuramento de consumo das matérias-primas, dado que muitos dos artigos são fruto de um processo de transformação que resulta no produto final.

Além disso, existem artigos que são comercializados como produto final e são também usados como matéria-prima no fabrico de outros.

Tudo isto aliado ao desperdício de alguns produtos, torna a valorização de existências um processo moroso e que obriga a constantes “acertos”.

No sentido de agilizar este processo foi implementado um mecanismo de apuramento de custo das matérias-primas com base em contagens de stock. Por comparação de contagens será possível apurar o consumo das matérias-primas. Ou seja, partindo de um stock inicial, será somada a quantidade entrada e subtraída a quantidade contada (stock final).

Embora esta rotina seja à partida para apuro de consumos de matérias-primas, poderá ser usada para cálculo de consumos de outros artigos.

Ative na área funcional o Apuramento de custos de matéria-prima em menu Sistema - Personalização - Parametrizações funcionais.

Uma vez ativada esta funcionalidade terá disponível em documentos de stock, um novo documento – Consumo Matérias-Primas – que permitirá, através de um pequeno wizard, determinar o consumo de matérias-primas.

mceclip1.png

 

Embora o documento possa estar presente, a opção Determinar Consumo apenas estará disponível caso seja ativada a funcionalidade nos parâmetros da aplicação.

 

A rotina Determinar Consumo começa por analisar se existem já documentos de consumo registados bem como contagens de stock para ponderar o intervalo de datas a analisar.

 

Caso não haja documentos de Consumo de Matérias-Primas ainda registados, será considerada como data inicial o 1º dia do ano atual. Caso exista já documentos de consumo registados, será considerado o dia seguinte ao último documento de consumo existente no sistema.

 

mceclip2.png

 

Caso haja várias contagens entre a data inicial e a data em que está a ser gerado o documento de consumo, será sugerida a data da última contagem, no entanto poderá selecionar uma anterior

De seguida serão listadas as contagens existentes para a data selecionada.

De acordo com a série do documento de consumo, será verificada qual a delegação em questão. Serão então analisados quais os armazéns definidos para os postos dessa delegação e consideradas as contagens efetuadas para esses armazéns.

mceclip3.png

Deverá selecionar quais as contagens que pretende que sejam avaliadas, para que seja então calculada a diferença entre a existência à data inicial e a quantidade registada na contagem, tendo sempre em conta as entradas efetuadas neste período, obviamente. Desta forma será obtido o consumo das matérias.

Avançando no wizard, serão apresentadas quatro opções:

mceclip4.png

 

  • Incluir só os produtos categorizados como matéria-prima: serão calculados os consumos de artigos categorizados como matéria-prima;

Caso na ficha do artigo não esteja definida a respetiva categoria, será analisada a família associada e, em caso negativo, será verificado o armazém da contagem.

  • Incluir só os produtos que são componentes de artigos compostos/fabricados: serão calculados os consumos de artigos que sejam componentes de artigos compostos/fabricados;

  • Incluir só os produtos que não constam nas vendas do período: serão calculados os consumos de artigos que não tenham vendas neste período;
  • Todos (Considera Saídas): serão calculados os consumos de todos os artigos tendo em conta as vendas (saídas) que possam eventualmente ter sido registadas neste período. Esta opção é útil para sistemas onde determinado artigo é vendido separadamente e também como componente de um fabricado.

Vejamos o exemplo do artigo Pão que é vendido individualmente e também como componente de uma sande…


Quando for registada a venda de 1 pão será dada baixa de stock, no entanto quando vendermos uma sande o stock de pão manter-se-á inalterado, mas na verdade existe menos um pão em stock.


Supondo os seguintes movimentos:


Dia 1: Existência de 10Uni pão

Entre dia 1 e dia 30: vendidos 4 pães + 3 sandes


Dia 30: Contagem de stock de 3 pães no entanto a aplicação menciona em stock 6 porque a sande não deu baixa do pão.


Executando a rotina de consumo de matérias-primas deverá ser selecionada a última opção para que seja considerada a venda dos 4 pães individualmente e iremos obter uma saída de 3Uni.

 

Para todos os artigos que estejam contemplados pela opção selecionada no wizard, mas que não constem da contagem, será assumido o consumo total. Ou seja, a quantidade existente à data inicial, mais eventuais entradas registadas nesse período; uma vez que se não constam na contagem parte-se do pressuposto que a existência é zero, ou seja, que foram consumidas.

Este artigo foi útil?
Utilizadores que acharam útil: 0 de 0
Tem mais dúvidas? Submeter um pedido

Comentários